jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2019

Advogado iniciante: 5 dicas que te ajudarão!

Rutemberg Almeida Dantas, Advogado
há 9 meses

Atualmente, na concorrida carreira jurídica, o advogado iniciante precisa estar atento ao seu desenvolvimento profissional. É necessário se especializar, aprofundar o conhecimento no nicho de atuação e se manter atualizado.

É relevante estreitar relações com outros profissionais e desenvolver um plano de carreira com metas claras e possíveis. Se você é recém-formado ou apenas agora decidiu iniciar a profissão e precisa se inserir no mercado de trabalho, a seguir darei 5 dicas que podem te ajudar rumo ao seu objetivo. Veja!

1 – Seja um advogado especialista

Num universo em que há milhares de advogados, é preciso escolher uma área de atuação para se destacar. O advogado generalista vai encontrar dificuldades em conseguir recomendações. Por outro lado, demonstrar ser especialista em determinado nicho jurídico, aumenta as chances de sucesso, pois irá transparecer domínio no assunto, o que gera mais credibilidade.

2 – Invista em marketing jurídico

Investir em marketing na carreira jurídica é imprescindível, pois é uma maneira do profissional demonstrar em qual área específica atua, passando para os prospectos a imagem de alguém dedicado e autoridade no assunto abordado.

O marketing de conteúdo, por exemplo, é uma ferramenta eficaz quando se objetiva atrair clientes para o seu escritório, porquanto é uma forma de se destacar dos concorrentes e passar expertise na área de atuação. Vale dizer que é sempre importante fazer marketing jurídico de acordo com o Código de Ética da OAB.

3 – Desenvolva um plano de carreira

É importante para qualquer profissional estabelecer metas de curto, médio e longo prazo, como também definir um alvo no qual pretende chegar atuando em seu ramo jurídico.

Ter esse plano de carreira bem elaborado faz com que o advogado não se perca durante o percurso profissional e se mantenha focado e motivado para cumprir cada etapa delineada.

O profissional precisa entender que pode ser necessário fazer ajustes no seu plano de carreira, a fim de aprimorar o seu desenvolvimento.

4 – A cobrança de honorários advocatícios

Recomenda-se para os advogados iniciantes o uso da tabela da OAB como parâmetro para a cobrança dos honorários. Cada estado tem a sua referência de valor estabelecido, indicando como o profissional deve cobrar por cada demanda.

Trata-se de uma ferramenta útil para aqueles que não sabem como precificar o seu serviço e também para que não haja desvalorização da classe com a cobrança abaixo do que é determinado pela OAB.

5 – Networking

Com uma boa rede de contatos, o advogado poderá conseguir um cargo num escritório ou ser indicado para possíveis clientes, aumentando as demandas do escritório.

Manter relações com professores e colegas da faculdade é uma maneira interessante para iniciar o networking, assim como fazer parte de grupos de discussão na sua área de atuação nas redes sociais.

Participar de eventos jurídicos, tais como cursos, congresso e palestras, assim como trabalhar na advocacia correspondente também são alternativas para ampliar a rede de contatos.

Espero ter ajudado você, advogado iniciante, a entrar no mercado de trabalho e trilhar o seu caminho profissional com mais confiança e sucesso. Gostou das dicas? Acompanhe as redes sociais: Instagram: @rutembergdantas.advocacia; Facebook: Rutemberg Dantas – Advocacia.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)